Diálogos Multi, Inter e Transdisciplinares

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal


Gravação de sessões


A compreensão de um mundo complexo requer abertura para escutar e equacionar diferentes sentidos. Apela às lições que a experiência induz. Abre caminho à transformação que a resolução de problemas suscita em cada momento. Este entendimento é favorecido por contextos que incentivem a existência de diálogos multi, inter e transdisciplinares. O segundo seminário organizado pelo Centro de Investigação em Educação e Formação do Instituto Politécnico de Setúbal (CIEF-IPS) foca-se, precisamente, neste tema pretendendo ser um espaço de reflexão e debate. Decorre nos dias 25 e 26 de Março de 2022, na Escola Superior de Educação do IPS.

A inspiração para a abordagem temática emana do pensamento complexo e fértil de Edgar Morin. Autor de uma obra monumental, como “O Método” ou “Os sete saberes para a Educação do futuro”, Morin conserva hoje, com 100 anos, uma sagacidade que se baseia na própria experiência e na preparação intelectual para enfrentar o inesperado. A homenagem justa reside em acompanhá-lo na problematização dos riscos da compartimentação dos saberes quando se pretende compreender o mundo em toda a sua diversidade.

O conjunto de princípios metodológicos que enunciou constitui um contributo para melhor compreender a complexidade. Neste seminário procurar-se-á trazer para primeiro plano três destes princípios: o sistémico, o da retroação (feedback) e o dialógico. O primeiro leva-nos a percorrer um caminho em que se reconhece que a organização de um sistema é geradora de qualidades, o que se traduz num projeto conjunto de autonomia e de dependência. O segundo evidencia a mútua interdependência de processos e produtos. E o terceiro chama a atenção para a importância de ultrapassar a conceção unidimensional do ser humano, enquanto ser biológico e racional, e de equacionar a relação dialógica entre o indivíduo e a sociedade.